18
Novembro

MODELO RELATIVÍSTICO COM INTERAÇÃO EFETIVA PARA NANOTUBOS DE CARBONO

Publicado em Física

Neste trabalho, estudaremos um modelo relativístico com interação efetiva para nanotubos de carbono, onde descreveremos as propriedades termodinâmicas do modelo. Nosso problema será considerar uma abordagem relativística partindo de uma densidade de Lagrangiana com termos de interações efetivas, escalar e vetorial. Este modelo é completamente resolvido num sistema de coordenadas cilíndricas que reflete aplicações para nanotubos de carbono. A geometria cilíndrica de nanotubos confere propriedades únicas em sistemas quânticos de muitos corpos restritos a uma análise na sua superfície. Estamos interessados em investigar para esses nanotubos as propriedades termodinâmicas para um sistema de elétrons na superfície cilíndrica mediante uma interação efetiva de contato entre os elétrons. A partir de resultados experimentais para a função trabalho do grafeno (WFG = 4.8 eV) foi possível parametrizar o modelo. Nossos resultados permitem verificar uma diferença entre as duas versões do modelo, não relativística e relativística. Uma comparação exaustiva entre essas duas versões é expressada. Na versão relativística, também resolvida analiticamente, pôde-se verificar que a geração dinâmica de massa está plenamente associada à abertura de “gaps” entre as bandas de condução e valência.

18
Novembro

MODELOS EFETIVOS DE TEORIA DE CAMPOS APLICADOS A NANOTUBOS DE CARBONO E GRAFENO

Publicado em Física

Tese de Doutorado apresentada como requisito para obtenção do título de doutor em física pelo programa de pós graduação em física do Instituto de Física da Universidade Federal Fluminense - Niterói-Rio de Janeiro. (14 de agosto de 2014).

Resumo

Apresentamos estudos feitos para sistemas com N férmions  interagentes sobre uma superfície cilíndrica. Usamos modelos efetivos  não relativísticos e relativísticos baseados em teoria de campos para investigar, do ponto de vista de uma aproximação de campo médio, as energias de tais sistemas.

Usamos interações de contato para descrever sua dinâmica. Este fato permite que se obtenha grande parte dos resultados dos modelos de  forma analítica. A parametrização é feita para reproduzir  experimentalmente a função trabalho experimental do grafeno e se presta à obtenção das funções trabalho de nanotubos de carbono assim como também calcular a abertura de gaps em nanofitas decarbono. Nossos resultados para abertura de gaps em nanofitas decarbono - GNRs são comparados com dados experimentais da literatura, assim como também com resultados obtidos através de métodos teóricos baseados no funcional densidade (DFT).

Nosso modelo apresenta bons resultados para nanofitas com larguras acima de 10 nm, mostrando-se como uma opção simples baseada em interação efetiva.

No final é apresentado um estudo preliminar e prospectivo que pretende estender os modelos mencionados para temperatura finita.

 Link para download: http://www.if.uff.br/pt/baixargeral/doc_download/388-