22
Fevereiro

Acute effect of neural mobilization and infrared on the mechanics of the median nerve

Escrito por 
Publicado em Neurofisica

Monara Kedma Nunes, Gabrielly Fontenele dos Santos,  Diandra Caroline Martins e Silva, Ana Cláudia Mota de Freitas, Isadora Ferreira Henriques, Peterson Marco Andrade, Dionis de Castro Mach, Silmar Teixeira, Marco Orsini Neves, Gildário Dias, Fernando Silva-Júnior, Victor Hugo Bastos.

J. Phys. Ther. Sci. 28: 1720–1723, 2016

(This article was submitted Dec. 9, 2015, and was accepted Feb. 22, 2016)

This study analyzed the acute effects of infrared and neural mobilization on the median nerve on the range of elbow extension of the dominant limb. [Subjects and Methods] Forty participants from university, neurologically asymptomatic, 12 males and 28 females (22.8 ± 1.9 years), were randomly divided into four groups: Group 1 (control) rested for 25 minutes in the supine position; Group 2 received the specific neural mobilization for the median nerve; Group 3 received an application of infrared for 15 minutes on the forearm; Group 4 received the same application of infrared followed by neural mobilization. The goniometric parameters of elbow extension were evaluated after the intervention. [Results] Significant differences of extension value were observed between Group 1 and Group 3 (15.75 degrees), and between Group 1 and Group 4 (14.60 degrees), and the average higher in Group 3 (26.35 degrees). [Conclusion] This research provides new experimental evidence that NM in relation to superficial heat produces an immediate effect on elbow range of motion versus NM isolated.

Ler 1122 vezes Última modificação em Sexta, 19 Agosto 2016 14:25
Avalie este item
(0 votos)
Gildário Lima

Sou físico, com Graduação e Mestrado pela Universidade Federal do Piauí e Doutorado pela Universidade Federal Fluminense, Niterói-RJ.  Sou Professor do departamento de Matemática da Universidade Federal do Piauí – UFPI (Campus de Parnaíba) e, atualmente, Coordenador de Planejamento do campus.  Além de atuar na pesquisa, no ensino de Física e no processo de crescimento e desenvolvimento da instituição da atual gestão, dedico-me a projetos particulares de P&D, junto à empresa foxinline.com, na qual sou sócio consultor. Unir a necessidade de uma estrutura adequada à possibilidade de ações e mudanças que projetem de maneira conveniente nosso potencial de pesquisa tem dividido meu tempo em organizar, ensinar e produzir cientificamente. Um dos resultados recentes aos esforços de produzir ciência, foi a criação da parceria que originou o GEANPI – Grupo de Estudos Aplicados a Neurociência do Piauí. Acredito que o desenvolvimento e bons resultados, são frutos do processo de união e pensamento coletivo. A tarefa de desenvolver índices e construir um cenário de qualidade na pesquisa brasileira não é fácil.  Apaixonado por ciência, estou sempre tentando contextualizar meus pontos de vista e construindo um padrão mais intuitivo de alocação de ideias e aplicações. Gosto de boa música, principalmente as que valorizam as raízes brasileiras como MPB e Baião. Como cientista, não me limito a minha área de formação; outras vertentes também chamam minha atenção, tais como: Filosofia e Psicologia. Neste caminho, junto ao trabalho que faço de P&D, mantenho sempre uma corrente acadêmica, levando meus resultados e considerando-os fundamentados o mais próximo possível deste ambiente.  Neste espaço, busco criar um cenário de atuação dinâmica entre o que faço e as pessoas que, de alguma forma, interagem com minhas ações e/ou que buscam interesses comuns aos meus. Mais detalhes e informações pessoais podem ser acessados diretamente em minha página pessoal: gildario.com.

Website.: gildario.com

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.